Federação de Montanhismo do Estado de São Paulo

Código de Ética

2 – PLANEJAMENTO

Itens em Observação

  • Conhecer e respeitar os regulamentos e precauções especiais da área que irá visitar;
  • Utilize os pontos de acesso pré-determinados para os locais de escalada;
  • Respeite os horários de entrada, saída e as demais restrições existentes em unidades de conservação e terras particulares;
  • Estacione seu carro em locais apropriados. Não bloqueie a passagem de outros veículos. Evite estacionar nas porteiras e nas entradas de propriedades;
  • Conheça e pratique as condutas de mínimo impacto. Consulte códigos de ética das federações estaduais de montanhismo. Seminário Montanhismo de Mínimo Impacto no Complexo do Baú Recomendações do Subgrupo de Trabalho sobre Escalada e Manutenção de Vias;
  • Preparem-se para condições meteorológicas extremas, acidentes e emergências.
  • Programe sua viagem de forma a evitar altas temporadas e feriados;
  • Empacote e reutilize sobras de alimentos para minimizar desperdício;
  • Utilize mapa, bússola, GPS, não marcando rotas usando tinta, fitas, exceto totens de pedra;
  • Escolha as atividades que você vai realizar na sua visita conforme o seu condicionamento físico e seu nível de experiência;
  • Calcule o tempo total que passará viajando e deixe um roteiro da viagem com alguém de confiança, com instruções para acionar o resgate, caso necessário;
  • Avise a administração da área que você está visitando sobre sua experiência, o tamanho do grupo, o equipamento que está sendo levado, o roteiro e a data/hora esperada de retorno;
  • Tenha certeza que você dispõe do equipamento apropriado para cada situação;
  • Acidentes e agressões à natureza em grande parte são causados por improvisações e uso inadequado de equipamentos;
  • Em áreas de montanha, use o mínimo necessário de transporte motorizado e estacione fora do caminho. Faça uso de transporte coletivo, se este for prático;
  • Você é responsável pela sua segurança e daqueles que você levou para a montanha.

3 – REALIZEM PRATICAS DE MÍNIMO IMPACTO

Uso dos Caminhos

  • Saia em grupos pequenos. Os grupos grandes geram maior impacto, que vários pequenos separados entre si;
  • Evite caminhar sobre solo molhado. O solo carregado de água é mais suscetível à deterioração;
  • Evite caminhar com cães ou gatos. Estes podem alterar a fauna local;
  • Mantenha baixo o nível de ruído. Os ruídos estranhos alteram o comportamento da fauna e atrapalham pedidos de socorro. Melhore a qualidade da sua experiência na natureza;
  • Faça os descansos fora da picada e em lugares com pouca vegetação. Fazer os descansos sobre a picada obriga a outros caminhantes, a sair da mesma para passar ao lado;
  • Mantenha-se nas trilhas pré-determinadas, os atalhos favorecem a erosão e a destruição das raízes e plantas inteiras, deixe as porteiras como as encontrou, abertas ou fechadas;
  • Em hipótese alguma abra novos caminhos sem uma autorização legal ou plano de manejo. Dê o direito ao próximo de estar em um local sem destruição da fauna e flora, Seminário Montanhismo de Mínimo Impacto no Complexo do Baú Recomendações do Subgrupo de Trabalho sobre Escalada e Manutenção de Vias. www.femesp.org 14 interferência.
  • Não corte a vegetação;
  • Respeite a vegetação. Na base das vias, evite pisar sobre a vegetação, mantendo-se sobre as pedras ou nos locais que apresentam pouca ou nenhuma vegetação. Tenha o máximo cuidado para não aumentar a área da base de uma trilha;
  • Evite lugares onde os impactos apenas começaram;
  • Em zonas onde não existem picadas, disperse as atividades e não caminhe em fila. Caminhar em fila onde não existe picada deteriora o solo;

4 – ZONAS DE ACAMPAMENTO

  • Acampe em lugares permitidos e em zonas livres muito frequentadas, em lugares bem compactados. Evite áreas frágeis que levarão um longo tempo para se recuperar após o impacto;
  • Não cave valetas ao redor das barracas, escolha o melhor lugar e use um plástico sob a barraca;
  • Bons locais de acampamento são encontrados, não construídos. Não corte nem arranque a vegetação, nem remova pedras ao acampar;
  • Sempre que possível faça bivaque;
  • Em zonas de acampamento procure utilizar calçados de sola macia;
  • Evite o pisoteio da vegetação;
  • Lave panelas, pratos e roupas somente com sabão branco e longe dos córregos, utilizando um recipiente;
  • Use banheiros se existirem, na falta, vá a mais de 60 metros dos cursos de água e enterre os dejetos o pelo menos um palmo de profundidade;
  • Conserve as áreas de acampamento menor possível. Focalize as atividades em áreas naturalmente desprovidas de vegetação;
  • Se você pode levar uma embalagem cheia para um ambiente natural, pode trazê-la vazia na volta;
  • Ao percorrer uma trilha, ou sair de uma área de acampamento, certifique-se de que elas permaneçam como se ninguém houvesse passado por ali. Remova todas as evidências de sua passagem. Não deixe rastros;

5 – TRAGAM O SEU LIXO DE VOLTA

  • Não queime nem enterre o lixo, animais podem cavar até o lixo e espalha-lo. Traga todo seu lixo de volta;
  • Carregue seu lixo e descarte em locais apropriados. Recicle tudo que for possível;
  • Seja higiênico, na ausência de banheiros, enterre seus dejetos adequadamente, distante de cursos d’agua, acampamento e trilhas. Carregue seus papéis higiênicos e absorventes adequadamente embalados, dispondo este material em local adequado. Considere o uso do shit-tube em escaladas e trilhas;

6 – DEIXE TUDO COMO ENCONTROU

  • Não construa qualquer tipo de estrutura, como bancos, mesas, pontes, etc. Não quebre ou corte galhos de árvores, mesmo que estejam mortas ou tombadas, pois podem estar servindo de abrigo para aves ou outros animais;                             
  • Resista à tentação de levar “lembranças” para casa. Deixe pedras, artefatos, flores, conchas etc. onde você encontrou, para que outros também possam aprecia-los;
  • Não introduza ou transporte espécies não nativas;
  • Preserve o passado: examine, mas não toque nas estruturas e artefatos históricos ou de interesse cultural;
  • Não perturbe a ordem das coisas. Sempre feche uma porteira que encontrar fechada depois de passar por ela;

7 – NÃO FAÇAM FOGUEIRAS

  • Fogueiras matam o solo, enfeiam os locais de acampamento e representam uma grande causa de incêndios florestais;
  • Para cozinhar, utilize um fogareiro próprio para acampamento;
  • Para iluminar o acampamento utilize um lampião ou uma lanterna em vez de uma fogueira
  • Se você realmente precisa acender uma fogueira, utilize locais previamente estabelecidos e somente se as normas da área permitem;
Voltar ao topo